Por Júpiter…?

Por volta do século VI aC, ESSE planeta foi inserido no registro histórico babilônico e reconhecido como o deus pagão Marduque.
Considerado pelos astrólogos como um planeta que traz felicidade, ou “comportamento jovial”, ele recebeu o nome do deus romano do céu, Júpiter, ou Jove.
A expressão — “Por Júpiter” — refere-se à prática pagã de jurar por Júpiter no tribunal romano.
Como o maior planeta do nosso sistema solar, Júpiter é conhecido como um dos “gigantes gasosos”, assim chamado por não ser composto de terra, mas de vários tipos de gases.
Semelhante ao campo geomagnético da Terra, acredita-se que o campo magnético ao redor do planeta Júpiter tenha uma força de atração 14 vezes maior que a da Terra. Suas quatro maiores luas, as quais receberam o nome de quatro amantes de Zeus: Calisto, Europa, Io e Ganimede, parecem orbitar dentro desse campo magnético, ficando, portanto, protegidas do vento solar.
Júpiter tem a espantosa quantidade de 66 luas conhecidas, algumas delas com pouco menos de um quilômetro e meio de diâmetro.
Embora Júpiter seja um planeta espetacular dentro do nosso sistema solar, não tem quase nenhuma das condições de vida dadas à Terra que o tornem habitável.
“Ao SENHOR pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam.” (Salmo 24:1)

Sou David Rives…
Os Céus Realmente Proclamam a Glória de Deus.
Tradução: Mariza Regina de Souza

EMAIL UPDATES

Sign up for David Rives Ministries' Creation Weekly. Breaking news. Science updates. Biblical discoveries. Special offers.

STRENGTHEN YOUR FAITHwith unshakeable evidence

Sign up for David Rives Ministries' inspirational and educational Creation Weekly. Breaking news. Science updates. Special offers. Biblical discoveries.